quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Trabalhando a diversidade na escola


Hoje, a dica de leitura é o livro "Na minha escola todo mundo é igual", da Rossana Ramos. Este livrinho, escrito em versos, fala sobre a diversidade de alunos em nossas escolas; ensina a respeitar e amar o outro, seja ele do jeitinho que for: não importa a raça, o sexo, a forma física ou se ele tem alguma necessidade especial ou não.







Foi muito interessante (e chocante também) trabalhá-lo com as crianças, já que pude observar o quanto algumas delas ainda carregam em si um tipo de preconceito. Outras, sentem-se ofendidas por causa de brincadeiras de mal gosto dos colegas quanto à aparência física, ou por terem mais dificuldades na aprendizagem, por exemplo.

É importante que identifiquemos tais situações em nossas salas de aula para que possamos lidar com elas na tentativa de transformá-las, ou, pelo menos, minimizá-las. Por isso, o foco deste trabalho com a diversidade deve ser o bullying, que precisa ser abordado durante todo o ano letivo, afim de mudanças significativas no comportamento de certos alunos, mantendo, então, a harmonia do grupo.


"Bullying é um termo da língua inglesa (bully = “valentão”) que se refere a todas as formas de atitudes agressivas, verbais ou físicas, intencionais e repetitivas, que ocorrem sem motivação evidente e são exercidas por um ou mais indivíduos, causando dor e angústia, com o objetivo de intimidar ou agredir outra pessoa sem ter a possibilidade ou capacidade de se defender, sendo realizadas dentro de uma relação desigual de forças ou poder".Veja mais em http://www.brasilescola.com/sociologia/bullying.htm


Já que iniciamos o assunto hoje, é importante ressaltar que ainda estamos trabalhando o tema da diversidade em si. Lemos o livro da Rossana Ramos, conversamos sobre o assunto e fizemos um cartaz com imagens recortadas de jornais e revistas. Pretendo dar continuidade ao trabalho, focando na prevenção e combate ao bullying.

Assim, postarei as atividades na íntegra, com mais fotos, de acordo com o andamento da proposta. Veja o cartaz feito pelas crianças:


Os alunos levaram figuras de pessoas e colaram no cartaz.


"Lá na minha escola / ninguém é diferente / cada um tem o seu jeito / o que importa é ir pra frente" (Estrofe do livro da Rossana Ramos "Na minha escola todo mundo é igual").


 Espero que você se interesse pelo tema!
Em breve, sugestões de livros que falam do bullying 
e mais fotos das atividades relacionadas ao assunto.





Um comentário:

  1. Querida, está muito legal esse trabalho. Aguardo contato.

    Regina Rioeduca/5ªCRE

    ResponderExcluir

Deixe seu recado!